• Dr. Ronaldo Gismondi

Pneumonia no paciente com insuficiência cardíaca

A descompensação da insuficiência cardíaca (IC) é uma das principais causas de atendimento emergencial e hospitalização no paciente cardiopata. Os principais fatores descompensadores são excesso na ingestão de sal, tratamento irregular, infecções secundárias, piora da função renal, arritmias e isquemia miocárdica. Entre as infecções, a pneumonia é a mais comum, com maior risco de mortalidade em relação a pacientes sem IC.


Em um interessante estudo, Chen e cols fizeram uma análise secundária dos dados dos estudos PARAGON-HF (ICFEP) e PARADIGM-HF (ICFER), ambos estudos que no desenho original avaliaram o efeito do sacubitril/valsartana na mortalidade. Na análise em questão, os autores estudaram a incidência e o prognóstico dos pacientes com ICFER e ICFEP que desenvolveram pneumonia.


O que os resultados mostraram?

Sobre incidência e prognóstico da pneumonia: a taxa de pneumonia foi 6,3% na ICFER e 10,6% na ICFEP. Os pacientes com pneumonia, em ambos os estudos, eram mais velhos (em média 3 anos a mais), maior proporção de homens, mais sintomáticos e pior função renal. Um aspecto interessante é que o tabagismo não foi diferente no grupo com e sem pneumonia em ambos os estudos. O risco de morte, como esperado, foi maior no grupo com infecção respiratória, com uma razão de chances (odds ratio) de 4,34 (ICFER) e 3,76 (ICFEP), sendo o primeiro mês após a alta o período de maior probabilidade de óbito.


Como isso afeta sua prática?

Em todo paciente com IC descompensada, é necessário avaliar o motivo, e as infecções respiratórias são um dos mais comuns. As manifestações clínicas (tosse produtiva), o exame físico (estertores bolhosos e roncos), a imagem (condensação no Rx ou TC) e o laboratório (incluindo procalcitonina) são as principais ferramentas para avaliar a presença de infecção secundária. Nos pacientes como comorbidades, como a IC, recomenda-se que o tratamento da pneumonia comunitária seja a associação de um beta-lactâmico com azitromicina, sendo as principais opções amoxacilina/clavulanato e cefuroxima.


Bibliografia:

  1. Metlay JP, Waterer GW, Long AC, Anzueto A, Brozek J, Crothers K, et al. Diagnosis and treatment of adults with community-acquired pneumonia. Am J Respir Crit Care Med [Internet]. 2019 Oct 1 [cited 2021 Apr 20];200(7):E45–67. Available from: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31573350/

  2. Lee NS, Daniels LB. Personalized CHF treatment: PCT to guide therapy in heart failure patients [Internet]. Vol. 176, International Journal of Cardiology. Elsevier Ireland Ltd; 2014 [cited 2021 Apr 20]. p. 307–8. Available from: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/25115245/

  3. Mor A, Thomsen RW, Ulrichsen SP, Sørensen HT. Chronic heart failure and risk of hospitalization with pneumonia: A population-based study. Eur J Intern Med. 2013 Jun 1;24(4):349–53.

  4. Shen L, Jhund PS, Anand IS, Bhatt AS, Desai AS, Maggioni AP, et al. Incidence and Outcomes of Pneumonia in Patients With Heart Failure. J Am Coll Cardiol [Internet]. 2021 Apr 27 [cited 2021 Apr 20];77(16):1961–73. Available from: https://doi.org/10.1016/j.jacc.2021.03.001

Mancini D, Gibson GT. Impact of Pneumonia in Heart Failure Patients. Vol. 77, Journal of the American College of Cardiology. Elsevier Inc.; 2021. p. 1974–6.

5 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo