• Dr. Guilherme D`Andréa Saba Arruda

Miocardite pós vacina: quais as últimas atualizações

Autor: Dr. Guilherme D`Andréa Saba Arruda

Médico Coordenador da Cardiologia Rede D`Or Regional São Paulo


O artigo publicado em 25/01/2022 no JAMA, tendo um dos autores o cientista brasileiro Prof. Dr Renato Lopes, traz importantes atualizações sobre o seguimento de pacientes imunizados com a vacina de RNA mensageiro. O período analisado foi entre dezembro de 2020 e agosto de 2021.


Trata-se de um estudo descritivo baseado em um sistema de relato de eventos da vacina (VAERS). Os dados foram analisados sobre as vacinas BNT162b2 (Pfizer-BioNTech) ou mRNA-1273 (Moderna).


As informações derivam de um total de 192.405.448 pessoas vacinadas, totalizando um relato de 1991 eventos de miocardite.


A média de idade relatada foi de 21 anos de idade e a mediana de tempos para início de sintomas foi de 2 dias (variando de 1 a 3 dias). O gênero masculino foi mais afetado pelo evento, totalizando 82% dos casos relatados. Na amostra analisada, foi mais comum o relato de miocardite após a segunda dose da vacina em adolescentes masculinos na idade ente 12 e 15 anos, adolescentes masculinos entre 16 e 17 anos, e por fim homens entre 18 a 24 anos.


Na idade abaixo de 30 anos, foram relatados 826 casos, sendo que 98% tiveram troponina elevada, 72% alterações eletrocardiográficas e 72% alterações na ressonância magnética.


Dentre os casos relatados, 96% foram hospitalizados e 87% tiveram resolução dos sintomas na alta hospitalar. Um dado relevante foi que 84 casos (11,7%) tiveram fração de ejeção <50% no ecocardiograma.


O tratamento mais comum adotado foi anti-inflamatórios não hormonais. É importante destacar que nenhum caso necessitou de transplante cardíaco ou suporte ventricular mecânico, como ECMO. Necessidade de entubação se deu em apenas dois casos (0,3%) e nenhuma morte relatada.


Uma das limitações do estudo se dá pela dificuldade relacionada com a coleta de dados e também pelo viés de subnotificação.


O estudo traz importantes contribuições para entender melhor essa casuística de miocardite frente a uma ampla vacinação em escala mundial.


Dr. Guilherme D`Andréa Saba Arruda

Médico Coordenador da Cardiologia Rede D`Or Regional São Paulo


Referência Bibliográfica:

Myocarditis Cases Reported After mRNA-Based COVID-19 Vaccination in the US From December 2020 to August 2021. JAMA. 2022;327(4):331-340. doi:10.1001/jama.2021.24110

11 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo